Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Em depoimento, Palocci diz que Lula renovou MP para ajudar negócio do filho

Depoimento do ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil aconteceu na ação penal do âmbito da Operação Zelotes

Repórter Nacional

No AR em 07/12/2018 - 09:57

À 10ª vara Federal em Brasília, o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antonio Palocci afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva renovou uma medida provisória em troca de propina para o filho, Luiz Cláudio. A medida Provisória 471 prorrogou os benefícios fiscais concedidos às montadoras instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

O depoimento de Palocci aconteceu na ação penal do âmbito da Operação Zelotes, que investiga compra de medidas provisórias e irregularidades no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, órgão vinculado ao Ministério da Fazenda.

Segundo Palocci, o filho de Lula o teria procurado entre o final de 2013 e o início de 2014, para que o ajudasse a obter de empresas ao menos R$ 2 milhões, para viabilizar um de seus empreendimentos.

Mas o próprio Lula, segundo o ex-ministro, teria lhe informado já ter obtido o dinheiro com o lobista Mauro Marcondes.

Além do ex-presidente, são réus no processo Mauro Marcondes, o ex-chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho, e mais quatro pessoas. Por meio de nota, a defesa de Lula disse que Palocci se aproveitou de seu testemunho para, de forma inusual, tomar a iniciativa de fazer afirmações sem qualquer relação com o processo, com o nítido objetivo de atacar a honra e a reputação do ex-presidente Lula e de seu filho Luiz Claudio.

O advogado de Lula disse ainda que Palocci, não é uma testemunha que fala com isenção, mas alguém interessado em manter as relevantes vantagens que obteve em sua delação.

Ouça o Repórter Nacional (7h) desta sexta-feira (07):

 

 

Outros destaques desta edição:

-  Advogada, e pastora, vai assumir o ministério dos Direitos Humanos no governo de Jair Bolsonaro 

-  Embraer e Boeing têm fusão suspensa pela Justiça federal de São Paulo 

-  STF suspende julgamento sobre a proibição do transporte de passageiros por aplicativo

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 07/12/2018 - 10:06

Mais do programa