Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Paulo Gustavo consolidou uma nova era de ouro da comédia no cinema, avaliam críticos

Filippo Pitanga e Rodrigo Fonseca analisam o fenômeno de bilheteria que saiu de cena aos 42 anos

Assinar podcast

Arte Clube

No AR em 06/05/2021 - 12:00

Com quase 40 milhões de espectadores, os filmes do ator Paulo Gustavo (1978-2021) marcaram uma nova era da comédia no cinema brasileiro, comparada apenas à época das chanchadas em termos de popularidade. Na linhagem de gênios como Oscarito, Grande Otelo e Dercy Gonçalves, o niteroiense deixou sua marca na história do cinema. Os críticos de cinema Filippo Pitanga e Rodrigo Fonseca analisam os motivos deste sucesso e como Paulo Gustavo abriu espaço para outros filmes do gênero.

Clique no player acima e ouça a análise dos críticos, que ressaltam a ousadia que o ator tinha em levar assuntos delicados - como homoafetividade, identidade, novas configurações familiares - a multidões que lotaram as plateias. Confira, ainda, uma homenagem do Arte Clube ao ator, que saiu de cena no dia 4 de maio, vítima da covid-19.

O Arte Clube tem apresentação e edição de Jansem Campos e produção de David Isidoro. O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 12h, na MEC FM, e de segunda a domingo, também às 12h, na Rádio MEC.

Criado em 06/05/2021 - 19:11

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa