Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Rádio MEC comemora o centenário de Clarice Lispector com série de interprogramas

"Clarice a muitas vozes" traz vários convidados apresentando trabalhos e leituras da obra da escritora

Especiais Rádio MEC

No AR em 10/11/2020 - 07:00

Nascida na Ucrânia e naturalizada brasileira, Clarice Lispector é um dos grandes nomes da literatura nacional do século XX. Seus textos inspiraram ensaios literários, filmes, peças de teatro, canções e outros tantos desdobramentos. 

Para comemorar o centenário de Clarice Lispector, celebrado em 10 de dezembro de 2020, a Rádio MEC veicula uma série especial de programetes a partir de 10 de novembro, com depoimentos e apresentações de trechos de suas obras por leitores, pesquisadores, atores, compositores e outros profissionais que realizaram trabalhos e criações a partir da potência do texto de Clarice. 

A trilha sonora desses interprogramas é a canção que dá título ao CD da cantora e compositora Simone Guimarães - "Clarice". Confira abaixo, as leituras feitas por leitores de Clarice:  

Ava Rocha - cantora, compositora, poetisa - fez a música "Batendo no Mundo" com trechos do livro "Água Viva", de Clarice;

Carlos Navas - cantor, criou um espetáculo a partir da obra de Clarice: "Clariceando - A Magia de Clarice Lispector". Interpreta trecho de "Água Viva";


Clarisse Fukelman - Dra. em Literatura Brasileira pela UFRJ, professora no Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio, curadora e produtora de eventos culturais com ênfase na literatura e na leitura, pela Vereda Promoções e pesquisadora. Leu um tercho do conto "A menor mulher do mundo", publico no livro "Laços de Família". 

 

Conceição Campos - escritora e criadora de espetáculos para incentivar a leitura. Criadora do projeto audiovisual "A mulher com uma flor no peito', em que conta a história de vida de Clarice Lispector. Interpreta trecho de "O nascimento do prazer";


Cristina Moura - diretora teatral da peça infantil "A mulher que matou os peixes… e outros bichos". Leu "Não entender" do livro "A descoberta do mundo";

Débora Wainstock - atriz - gravou a crônica “Se eu fosse eu”, Clarice, para a página de YouTube – Toda Poesia. Interpreta trecho de "Ir contra uma maré", que faz parte do livro "A descoberta do mundo";

 

Eduardo Camenietzki - violonista e compositor, compôs a trilha do curta baseado no conto "A procura de uma dignidade". Interpreta trecho de "A procura de uma dignidade";

Elisa de Magalhães - artista visual, professora da Escola de Belas Artes da UFRJ, leitora de Clarice. Interpreta trecho de "Uma aprendizagem ou O livro dos prazeres";

Ester Jablonski - atriz, participou do espetáculo "Silêncios Claros" e "Encontro com Clarice". Leu trecho do livro "A paixão segundo G.H." de Clarice;

Eucanaã Ferraz - poeta e diretor de "O ovo, Clarice e a galinha", curta-metragem produzido para o Instituto Moreira Salles, sobre Clarice. Interpreta trecho de "Água Viva";


Frejat - cantor, guitarrista, compositor, compôs com Cazuza a música "Que o Deus Venha", com trechos do livro "Água Viva", que ele interpreta;

Gabi Buarque - cantora e compositora, seu primeiro CD foi inspirado pela leitura de "Água Viva". Interpreta trecho de Água Viva;

Harold Emert - oboísta, compositor, fez peças para poesias de Clarice. Apresentou uma peça que fez com o texto da crônica "Sem Aviso", com narração de Phylis Huber;

Jefferson Almeida - ator e diretor, realizou uma montagem teatral de "A Hora da Estrela". Interpreta trecho de "A hora da estrela";

Maria Bonomi - artista plástica e amiga pessoal de Clarice Lispector. Leu um trecho da carta de Clarice Lispector à irmã Tania Kaufmann;

Marília Martins - atriz e diretora, atuou em diversas produções para teatro, cinema e rádio, com textos de Clarice. Interpreta trecho de "Atualidade do ovo e da galinha" (crônica publicada em A Descoberta do Mundo);

Marlos Nobre - compositor e regente; foi amigo de Clarice Lispector. Ela dedicou seu livro "A hora da estrela" a alguns compositores clássicos, entre eles Marlos, que, em retribuição, dedica sua obra "Convergências", uma das preferidas de Clarice, a ela. 

Nicole Algranti - sobrinha neta de Clarice, dirigiu e produziu o filme De Corpo Inteiro, com entrevistas realizadas por Clarice Lispector. Interpreta trecho de "A Mulher que matou os peixes";

Rafael Haddock-Lobo - professor de filosofia na UFRJ, organizou uma coletânea a partir de evento que comemorou os 50 anos do livro "Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres - O que eu te escrevo continua". Interpretou trecho de "Água Viva";

Rita Elmôr - atriz, participou da peça "Clarice e eu – o mundo não é chato". Leu um trecho do livro "Quase de verdade";

Tatiana Zalla - atriz e criadora do projeto "Faces de Clarice: uma homenagem ao centenário de Clarice Lispector". Interpretou um trecho do romance "Perto do Coração Selvagem";

Teresa Montero - professora, atriz e biógrafa de Clarice Lispector. Uma das responsáveis pela estátua de Clarice no Leme. Interpretou trecho da crônica "Anunciação"

 

Criado em 10/11/2020 - 09:13 - Episódio Série 'Clarice a muitas vozes'

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa