Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Conheça mais sobre a vida e obra de Nelson Sargento

Ele morreu na manhã desta quinta-feira (27), vítima da covid-19

Especiais

No AR em 27/05/2021 - 12:00

O sambista Nelson Sargento, presidente de honra da escola de samba Mangueira, morreu vítima de covid-19, aos 96 anos, nesta quinta-feira (27). Nelson Sargento teve uma anemia e testou positivo para a doença no último dia 21 de maio. Com o diagnóstico, ele foi internado no Instituto Nacional do Câncer, no Rio de Janeiro, por orientação médica, já que há 15 anos tratou um câncer de próstata no hospital. Ele já estava vacinado contra a doença: o sambista tomou a primeira dose da CoronaVac em 31 de janeiro e a segunda, no dia 26 de fevereiro.

Uma amiga próxima da família disse que, mesmo vacinado, Sargento estava fazendo o isolamento social e que não sabe como ele se contaminou. A mulher dele, dona Evonete, e os três filhos, que tiveram contato com ele, testaram negativo.

Confira uma matéria especial sobre Nelson Sargento clicando no player acima: 

Conheça a trajetória de Nelson Sargento

Nelson Mattos, mais conhecido como Nelson Sargento (apelido que ganhou por sua breve passagem pelo Exército), nasceu em 25 de julho de 1924. Compositor, cantor, pesquisador da música popular brasileira, artista plástico, ator e escritor, ele conheceu o samba aos dez anos no morro do Salgueiro, desfilando e tocando tamborim na “Azul e Branco”. Foi nessa época que a liderança do famoso Calça Larga, José Casemiro, uniu as escolas do morro, nascendo assim o Acadêmicos do Salgueiro.

Aos 12 anos, junto com sua mãe, mudou-se para o morro da Mangueira, a convite de Alfredo Português, que era um excelente letrista, um português que compunha sambas e que descobriu o talento de Nelson Sargento. Da dupla, surgiu a primeira composição de Nelson, em 1955, o samba enredo “Primavera”, também conhecido como “As Quatro Estações do Ano”, considerado um dos mais belos de todos os tempos.

Ele Integrou o conjunto A Voz do Morro, ao lado de Paulinho da Viola, Zé Kéti, Elton Medeiros, Jair do Cavaquinho, José da Cruz e Anescarzinho. Entre seus parceiros de composição musical, estão Cartola, Carlos Cachaça, Darcy da Mangueira, João de Aquino, Pedro Amorim, Daniel Gonzaga e Rô Fonseca. Nelson Sargento compôs mais de 400 músicas.

*com informações da Radioagência Nacional

 

 

Criado em 24/07/2020 - 10:19

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa