Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

IBGE: Maranhão é o estado com a menor expectativa de vida do país

Os dados são da Tábua de Mortalidade do Brasil

Maranhão é o estado com a menor expectativa de vida do país. É o que indica a Tábua Completa de Mortalidade do Brasil 2014, divulgada esta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A baixa expectativa de vida para os maranhenses pode estar relacionada à população rural, à alta taxa de mortalidade infantojuvenil e aos índices de mortes violentas no estado. A afirmação é do pesquisador do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Fernando Albuquerque.

 

De todos os estados brasileiros, o Maranhão foi o que apresentou a menor expectativa de vida para a população: a média de vida para homens e mulheres maranhenses nascidos em 2014 foi 70 anos, enquanto a média nacional ficou em 75 anos e 2 meses.

 

O pesquisador cita as possíveis causas desse resultado para o estado: “o Maranhão, no censo de 2010, registrou que 37% da população maranhense ainda residia em áreas rurais. E normalmente é onde a mortalidade é mais elevada. A mortalidade infantojuvenil ainda é relativamente alta. E esses fatores também podem ser influenciados por um aumento nas causas violentas, que inibe um maior aumento da expectativa de vida, principalmente a masculina, já que esses óbitos afetam muito a população masculina”, diz.

 

De acordo com o pesquisador, em 2004, o Maranhão registrou 45 mortes violentas para cada grupo de 100 mil homens. Em 2014, esse número subiu para 98 óbitos violentos a cada 100 mil homens. Segundo Fernando Albuquerque, essa é uma das causas da grande diferença na expectativa de vida entre os dois sexos no Maranhão.

 

O relatório do IBGE apresentou expectativa de 74 anos para mulheres maranhenses e pouco mais de 66 anos para os homens. No relatório referente a 2013, o estado já registrava a pior média de vida do país.

 

Fernando Albuquerque explica que, diferentemente da maioria dos outros estados brasileiros, as taxas no Maranhão aumentam timidamente a cada ano. “A expectativa do Maranhão, de vida ao nascer, era de 57 anos e meio, em 1980. E agora, em 2014, foi 70 anos. Houve um aumento considerável. Mesmo assim, esse aumento poderia ser até maior. Nesse período houve uma piora do nível da mortalidade. Em 1980 ele ocupava a 24ª posição. Agora ele está em último”, esclarece.

 

A Tábua de Mortalidade do Brasil é divulgada anualmente pelo IBGE. O Estado de Santa Catarina lidera o ranking de 2014 com a maior expectativa de vida: 78 anos e quatro meses, oito anos a mais que o Maranhão, último colocado.

 

O Jornal da Amazônia 2ª edição desta sexta-feira (4) traz ainda informações sobre a décima fase da operação Ararath, da Polícia Federal,  para apurar o desvio de recursos públicos do Governo do Mato Grosso por meio da utilização de sistema financeiro clandestino. Além de Cuiabá, no Mato Grosso, a ação está sendo feita em cidades de outros 6 estados.



Redução do consumo de sódio aumenta expectativa de vida

Uso correto de medicamentos pode aumentar expectativa de vida do idoso

Criado em 04/12/2015 - 17:55 e atualizado em 04/12/2015 - 15:55

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique