Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Chuvas fortes ainda castigam Minas Gerais

Quarenta e sete mortes, quatro pessoas desaparecidas, casas destruídas ou invadidas pela água e 121 municípios em situação de calamidade desde sexta-feira. No Espirito Santo, nove pessoas morreram e mais de dez mil estão desalojadas

Repórter Nacional

No AR em 28/01/2020 - 07:00

Chegou a 47 o número de mortos em consequência da chuva que desaba desde sexta-feira sobre Minas Gerais. Quatro pessoas desaparecidas e mais de 18 mil estão desabrigadas ou desalojadas. As informações estão no boletim, divulgado nessa segunda-feira pela Defesa Civil. Já o número de municípios mineiros em situação de emergência chegou a 121. As cidades de Ibirité, Orizânia e Catas Altas declararam calamidade pública.

O reconhecimento da situação de emergência permite ao estado determinar que os órgãos públicos priorizem o atendimento às pessoas afetadas pela tragédia. Além disso, prefeituras e o próprio governo estadual podem contratar serviços e fazer compras consideradas essenciais sem a necessidade de licitação. Já a população dessas cidades pode acessar benefícios sociais e linhas de financiamento de forma mais fácil.

A chuva ainda causa estragos no Espírito Santo, onde nove pessoas morreram e mais de dez mil tiveram que deixar suas casas.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a previsão para os próximos dias é de chuva forte no sudeste e na região central do país

Para tentar evitar novas catástrofes com barragens, a Agência Nacional de Mineração estendeu até sexta-feira o alerta para as empresas que têm barragens de mineração nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. 

Ouça o Repórter Nacional (7h) desta terça-feira (28):

Outros destaques desta edição:

- Anvisa mantém atenção nos portos e aeroportos por causa do coronavírus

Cade aprova fusão da brasileira Embraer com a norte-americana Boeing

- MEC suspende início das inscrições para o Prouni e aguarda decisão do STJ sobre divulgação do Sisu

Criado em 28/01/2020 - 09:46

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa