Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Economista fala sobre a criação da nova cédula de R$ 200

Segundo o Banco Central, o principal motivo para a criação da nova cédula foi um fenômeno chamado "entesouramento", que ocorre quando as pessoas passam a guardar dinheiro em casa.

Revista Brasil

No AR em 09/09/2020 - 10:45

O Revista Brasil desta quarta-feira (9) falou sobre a criação da nova cédula de R$200 e seus impactos para a economia. Segundo acredita o advogado e economista, Alessandro Azzoni, a circulação da nota de R$ 200 deve ser muito difícil.

Embora algumas modalidades de investimento representem risco, Alexandre não aconselha as pessoas a guardarem dinheiro em casa. Primeiro pela perda inflacionário e segundo por risco de assalto, ou incêndio.

Alexandre acrescenta: "a própria Receita Federal já considera as transações em dinheiro como suspeitas".

De acordo com o Banco Central, o principal motivo para a criação da nova cédula foi um fenômeno chamado "entesouramento". Isso nada mais é do que o aumento de pessoas guardando dinheiro físico em casa. O entesouramento aumentou com a pandemia do coronavírus, ou seja, têm mais pessoas guardando dinheiro "debaixo do colchão". 

Então, qual a melhor opção para guardar dinheiro? Alessandro afirma que iria para o Tesouro Direto e não para a poupança. Ou seja, fugir um pouco do tradicional.

Ouça a entrevista completa, no player acima. 

Revista Brasil vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 10h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional AM Rio

Criado em 09/09/2020 - 11:31 e atualizado em 09/09/2020 - 11:30

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa