Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Bancos inovam em tecnologias para se proteger de cibercriminosos

Aplicativos tem sido o alvo preferido para os golpes

Tarde Nacional

No AR em 08/10/2021 - 16:30

Tarde Nacional desta sexta-feira (8) conversou com Marcos Simplicio Junior, membro do Instituto de Engenheiros, Eletricistas e Eletrônicos (IEEE) e professor de Engenharia da Computação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

Segundo ele, os aplicativos tem sido o alvo preferido dos criminosos no dia a dia dos consumidores. O Pix hoje tem sido o grande vilão mas não é só ele não. Tem também o TED e outras transações. 

"Em particular, quando se fala em bancos, o que está muito comum, são aqueles golpes com pedidos de dinheiro pelo WhatsApp. Isso aconteceu com a minha esposa há 2 semanas. Alguém foi pedir dinheiro para os familiares dela. Nesse cenário, que tem muita gente tentando se passar por você, em geral a desconfiança é o melhor arma. Você pode fazer uma pergunta pessoal ou tentar telefonar para essa pessoa ou até fazer uma chamada de vídeo para verificar. Se essa pessoa não aceita um chamado de vídeo ou voz é bem possível que não seja o usuário de verdade", observa o professor. 

Ainda segundo Marcos, com o aumento de ataques cibernéticos nos últimos anos, os grandes conglomerados bancários tem investido pesado na proteção de seu patrimônio e dos clientes. ‘’Os bancos são alvos preferenciais dos ataques cibernéticos e, ultimamente houve uma mudança no setor, em especial na utilização de tecnologias para liquidar pagamentos de forma rápida", afirma o professor.

Além disso, se todos os sistemas de segurança falharem, os bancos ainda possuem poderosos mecanismos de back-ups, para dificultar a possibilidade de sequestro de dados. Outro diferencial do setor é que a segurança já vem implantada desde a elaboração de um projeto que auxilia na prevenção e detecção de intrusos, o Blockchain.

Outra recomendação é priorizar débitos em conta.

Ouça a entrevista completa no player acima. 

Criado em 08/10/2021 - 17:58

Mais do programa