Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Deputado diz que aprovação da PEC 215 não vai aumentar violência contra indígena

Carlos Andrade defende a ideia de que a Constituição prevê que

A aprovação da PEC 215 em Comissão Especial da Câmara dos Deputados na última terça-feira (27) foi comemorada entre parlamentares que defendem o relatório.  A Proposta de Emenda à Constituição (PEC), dá ao Congresso Nacional a palavra final sobre a demarcação de terras indígenas e quilombolas.

 

O deputado federal Carlos Andrade (PHS-RR) falou ao programa Brasil Rural sobre o assunto. Para o parlamentar, a aprovação da proposta, contrariando às críticas de movimentos indigenistas, não vai  aumentar a violência contra indígenas, tendo em vista que, segundo ele, é causada pela ausência do Estado.

 

“Quando o Executivo deixa de fazer o seu papel de gestão, de fazer suas ações sociais dentro daquelas comunidades, dentro daquela população indígena que não deixa de ser brasileira, automaticamente elas está produzindo um acirramento no conflito”, comenta o parlamentar.

 

Ouça a entrevista na íntegra no player acima.

 

O Brasil Rural também ouviu o deputado federal Edmilson Rodrigues (Psol-PA), que é contrário a aprovação da PEC 215, para ouvir esta entrevista clique aqui.

 

O programa é transmitido de segunda a sexta e aos domingos, às 6h, e sábado, às 7h, nas rádios Nacional de Brasília e Nacional da Amazônia.

 

Clique aqui para ter acesso à PEC 215



Demarcação de terras: apesar de protesto de indígenas, comissão aprova PEC 215

PEC 215: indígenas interrompem competições dos Jogos Indígenas em protesto

Mais do programa