Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Renata Montanari e Lan Lanh são os destaques do Jazz Livre!

Terceiro programa da série "Mulheres instrumentistas" mostra o trabalho da violonista e da percussionista

Jazz Livre!

No AR em 26/06/2018 - 23:00

O Jazz Livre! desta terça (26) encerra a série especial sobre mulheres instrumentistas do Brasil. Neste terceiro programa, é a vez de Renata Montanari e Lan Lanh.

Os trabalhos atuais de Renata e Lan Lanh são bastante diferentes, mas suas trajetórias também possuem pontos em comum. Participação em grupos com mulheres instrumentistas, influência da bossa nova e da música popular brasileira; a experimentação musical passando por diversos ritmos.

Mas cada uma tem sua particularidade. Renata dedica seu trabalho autoral à música instrumental, tanto em seu álbum mais recente "Entre o som e o silêncio," quanto em sua participação em outros grupos como a Jazzmin's Big Band e também o Trio Dalma, tradicional formação de violões do anos 70 que está sendo revisitada por ela, Cândido Serra e Rui Saleme. Os dois grupos estão com novos CDs para serem lançados, assim como um novo trabalho de inéditas de Renata Montanari.

Lan Lanh também tem suas particularidades na trilha profissional e uma caminhada musical que reflete a diversidade dos cenários por onde passou. Começou com o rock, foi conquistada pelos batuques-afro da Bahia, se encantou com a música popular brasileira, tocou com grandes nomes da nossa música, fez música pop brasileira com batida eletrônica e ainda desenvolveu um trabalho autoral marcante enquanto tocava com outros músicos como Cássia Eller e a banda Moinho. 

As referências das nossas homenageadas do Jazz Livre! desta terça (26) passam por grandes nomes da música do país e também do exterior. Lan Lanh ainda é muito próxima do violão, pois foi seu primeiro instrumento, e desde então compunha – e com letra. Do violão para a percussão, foi em Led Zeppelin que Lan Lanh se apaixonou pela bateria. Forte no caminho da percussão, Mônica Millet, também percussionista, a inspirou muito para se assumir como mulher percussionista. A música flamenca também é muito presente no trabalho de Lan Lanh, entre tantas outras referências.

Renata Montanari tem uma relação de admiração muito grande com Elis Regina, por causa de sua performance. Outra mulher com quem aprendeu muito foi a flautista e arranjadora Léa Freire. Baden Powell, Clube da Esquina, Egberto Gismonti e Hermeto Pascoal são outros músicos marcantes em seu trabalho. 

Assim como Lan Lanh no grupo baiano Rabo de Saia, Renata Montanari possui um histórico em participar de grupos apenas de mulheres como o Kali e a Jazzmin's Big Band. A violonista aponta a importância destas formações em sua trajetória e também no empoderamento das mulheres. 

O álbum autoral "Entre o som e o silêncio", de Renata Montanari, foi lançado em 2014, após anos de amadurecimento musical. A violonista já está preparando o segundo CD de inéditas, que deve chegar ao público no ano que vem.

Se você quiser saber mais sobre Renata Montanari, basta acessar seu site oficial e ter acesso ao álbum "Entre o som e o silêncio", com as partituras das músicas. Você também pode acompanhar a Lan Lanh através da sua página oficial no Facebook.  
 

Jazz Livre! é transmitido às terças, às 23h, pela MEC FM Rio, e aos sábados, às 22h, pela Rádio MEC AM Rio.

Criado em 25/06/2018 - 18:09 - Episódio 26/06/2018 - Mulheres instrumentistas 03 - Renata Montanari e Lan Lanh

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa