Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Na Trilha da História mostra a luta pelo voto feminino

Mulheres brasileiras ganharam o direito ao voto em 1932, durante o governo do presidente Getúlio Vargas

Na Trilha da História

No AR em 26/03/2019 - 11:12

O Na Trilha da História desta semana mostra a trajetória da mulher brasileira na luta pelo direito de votar e de ser eleita. A entrevistada deste episódio é a historiadora Teresa Cristina Marques, professora do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB) e autora do livro “O voto feminino no Brasil”. Durante a entrevista, Teresa relata as várias tentativas de sensibilizar os políticos da Primeira República (1889 – 1930) a aprovar o sufrágio feminino.

Historiadora Teresa Cristina Marques, autora do livro "O voto feminino no Brasil"

Uma das mais importantes sufragistas brasileiras foi Leolinda de Figueiredo Daltro, uma das fundadoras do Partido Republicano Feminino, criado em 1910. O partido era uma espécie de manifesto político, já que as integrantes não podiam nem votar, quanto mais serem eleitas. Outra mulher que se destacou na luta pelo voto foi a paulista Bertha Lutz, uma das criadoras da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino.

Eleitora vota nas eleições presidenciais de 1955

Nem o partido de Leolinda e nem a Federação de Bertha conseguiram convencer os políticos da Primeira República a aprovar o voto feminino. As mulheres só conquistariam esse direito na década de 30, com a chegada de Getúlio Vargas ao poder. Em fevereiro de 1932, o novo código eleitoral garantiu a elas o direito de ir às urnas.

Teresa falou também sobre o início da luta pela participação política feminina em países como Inglaterra.

 

Trilha Sonora

Confira a lista de músicas deste episódio: “March of the Women” (composição de Ethel Smyth e Cicely Hamilton / interpretação da Orquestra de Ukulelê da Grã-Bretanha); “Oh, freedom” (banda Trill); “Mulher do fim do Mundo” (composição de Rômulo Fróes e Alice Coutinho / interpretação de Elza Soares); “19th Amendment” (composição e interpretação de Dolly Parton); e “Vote em mim” (composição de Rita Lee e Roberto de Carvalho / interpretação de Rita Lee).

 

Confira os horários do programa:

Sábado, 16h: Rádio Nacional FM Brasília 96,1 MHz, com reprise na quarta-feira, às 23h;

Sábado, 11h: Rádio Nacional AM Brasília 980 kHz; com reprise no domingo, às 11h;

Sábado, 6h: Rádio Nacional do Rio de Janeiro 1.130kHz;

Sábado, 18h: Rádio MEC do Rio 800kHz, com reprise no domingo, às 7h;

Sábado, 13h (horário de Brasília): Rádio Nacional da Amazônia 11.780kHz e 6.180kHz em rede com a Rádio Nacional do Alto Solimões AM 670 kHz, FM 96,1 MHz, com reprise no domingo, às 6h.

 

O Na Trilha da História é apresentado pela jornalista Isabela Azevedo. Sugestões para o programa podem ser enviadas para culturaearte@ebc.com.br.

 

Os áudios do Na Trilha da História podem ser disponibilizados para retransmissão, sem fins comerciais, por meio da licença Creative Commons CC BY-NC-ND. Esta licença permite que os programas sejam retransmitidos desde que não sejam editados e mantenham o crédito da Rádio Nacional e da Rádio MEC - Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Em caso de interesse, basta enviar um e-mail para culturaearte@ebc.com.br.

Criado em 26/03/2019 - 11:31 - Episódio Na Trilha da História - Voto Feminino

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa