Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Investir em meninas de 10 anos contribui para desenvolvimento global

Relatório da ONU destaca importância da educação

A representante-auxiliar do Fundo de População da ONU (UNFPA) no Brasil, Fernanda Lopes, em entrevista ao Revista Brasil desta terça-feira (01), disse que quando elas alcançam os 10 anos e entram na puberdade, alguns países vêem essas meninas como objetos de comércio, com dieitos violados, submetidas ao casamento infantil, a toda sorte de violência, exploração e trabalho infantil.

 

 

No Brasil, elas são cerca de dois milhões e se os investimentos forem feitos corretamente e de forma estratégica, elas poderão alcançar o seu pleno potencial. "Esses investimentos precisam ser prioritariamente na área de educação. Então manter as meninas por mais tempo na escola e, sobretudo, que elas estudem até o ensino médio", analisa Fernanda Lopes.

 

 

A representante da ONU acredita que quando as meninas têm oportunidade de seguir estudando, a tendência é que elas ingressem no mercado de trabalho com melhores salários, se casem e tenham filhos mais tarde. E permaneçam menos tempo fora do mercado de trabalho para cuidar dos filhos, diferentemente daquelas que não têm essa oportunidade.

 

 

O relatório da ONU com mais dados está disponível no site www.unfpa.org.br

 

 

Confira íntegra da entrevista no player acima.


 



Mais do programa