Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Pró-Vítima leva informações a pessoas vítimas de violência

Programa de proteção às vítimas de violência atende de forma jurídica,

Programa de proteção às vítimas de violência, Pró-Vítimas,  atende de forma jurídica, psicológica e assistencial.  Para explicar como funciona o programa, o Tarde Nacional entrevistou a subsecretária de Proteção às Vítimas de Violência, Camila Cabral. Ela disse que esse atendimento é feito com o encaminhamento jurídico e o assistencial. Na forma psicológica, a vítima é atendida em 12 sessões, como se fosse numa clínica de psicologia, para que ela se reconstrua e possa retornar à sociedade.

 

 

Camila Cabral explica ainda que o atendimento é para homens e mulheres, vítimas dos crimes de homicídio, latrocínio, estupro de vulnerável, Lei Maria da Penha, sequestro, desaparecimento de pessoas. 

 

 

O acolhimento é feito na sede, que fica na Estação Rodoferroviária, e há postos no Paranoá, no Plano Piloto, na Estação 114 Sul do Metrô, na Ceilândia e no Lúcio Costa, Guará. Saiba mais no player acima.

 



Criado em 22/07/2016 - 19:36 e atualizado em 23/07/2016 - 17:05

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique