Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Confira o especial Villa-Lobos no Música e Músicos do Brasil

Programa destaca a vida e obras de diferentes fases deste que é considerado um dos maiores ícones na música de concerto no Brasil.

Música e Músicos do Brasil

No AR em 03/03/2018 - 19:00

O Música e Músicos do Brasil deste sábado (03) faz um pequeno especial em homenagem a Villa-Lobos, que nasceu em 5 de março de 1887. 

Nascido no bairro das Laranjeiras, Rio de Janeiro, Heitor Villa-Lobos também morou em cidades menores como Sapucaia, ainda no estado do Rio de Janeiro, além de Cataguazes e Bicas, em Minas Gerais. A vida nestas cidades fez o então menino, apelidado carinhosamente de Tu-hú, ter seus primeiros contatos com a diversidade cultural do interior do Brasil, o que, no futuro, se transformará em matéria-prima para suas composições. Ainda jovem, Tu-hú e sua família retornam para o Rio de Janeiro, e os seus pais, que eram amantes da música, passam a realizar constantes saraus em sua casa, fato que vai influenciar decisivamente na arte de Villa-Lobos. As primeiras aulas de música do compositor, inclusive, foram em casa, tendo o pai, Raul Villa-Lobos, como professor, que o introduziu ao clarinete e ao violoncelo. Após a morte de seu pai, Villa-Lobos vende boa parte da sua biblioteca e parte em viagem pelo interior do Brasil, onde recolhe material musical que empregará em composições e no seu Guia Prático para ensino de música.

Villa-Lobos casou-se duas vezes. Primeiro, em 1913, com a pianista Lucilia Guimarães, que foi uma grande colaboradora no trabalho do compositor. E, posteriormente, na década de 1930, com a violinista Arminda. Carinhosamente chamada de Mindinha por Villa, Arminda torna-se grande fonte de inspiração do compositor e assessora em seu trabalho pedagógico. Além disso, após a morte de Villa, Mindinha se empenha na preservação do legado deixado pelo marido e funda o Museu Villa-Lobos, o qual coordena até o ano de sua morte, em 1985. Atualmente, o Museu Villa-Lobos está localizado na rua Sorocaba número 200, bairro de Botafogo no Rio de Janeiro, e está aberto à visitação. Heitor Villa-Lobos morreu em 17 de novembro de 1959 e não teve filhos. 

Com uma produção composicional tão intensa e numerosa que se aproxima do impressionante número de duas mil obras, Villa-Lobos compôs para quase todos os estilos e formatos musicais, como peças vocais, concertos, sinfonias, música de câmara e ópera. A trajetória da carreira de Villa-Lobos costuma ser dividida em 4 fases. Embora não possam ser separadas com muita precisão, cada fase revela as influências artísticas e o contexto político-social vivenciado pelo compositor. 

Ouça obras de diferentes fases do compositor no Música e Músicos do Brasil,neste sábado, às 19h, na MEC FM.

Tags:  Villa-Lobos

Criado em 01/03/2018 - 16:15 - Episódio Música e Músicos do Brasil 03/03/2018

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa