Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Concerto Mec homenageia Darius Milhaud

Compositor e maestro atuou como adido cultural no Rio de Janeiro de 1916 a 1918

Concerto MEC

No AR em 22/06/2021 - 11:23

O Concerto MEC de hoje traça um perfil do compositor, maestro e professor francês Darius Milhaud, que atuou como adido cultural no Rio de Janeiro de 1916 a 1918.  

Crescendo em meio ao canto dos trabalhadores no negócio de amêndoas de seu pai, Milhaud adquiriu uma tolerância com muitos sons simultâneos.

Nas palavras de Jeremy Drake, do Dicionário Grove’s, essa vivência levou Milhaud a criar obras em que havia muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo.  

Para Jeremy Drake, Darius Milhaud possuía também um lirismo, talvez não tão afetivo como o de Poulenc, seu colega do grupo de compositores Os Seis, mas que era realçado por sua integridade invencível.  

O Concerto MEC de hoje traça um perfil do compositor, maestro e professor francês Darius Milhaud, que atuou como adido cultural no Rio de Janeiro de 1916 a 1918.  

 Milhaud declarou que o tempo em que esteve no Rio de Janeiro realçou ainda mais sua origem latina e causou uma grande mudança em sua evolução musical. 

 Uma obra que evidencia essa influência em Milhaud é a Suíte Saudades do Brasil, onde ele explorou o ritmo do maxixe que ele acabara de conhecer. 

Cada uma das pequenas peças de Saudades do Brasil recebeu o nome de um bairro do Rio de Janeiro, como Copacabana, onde o compositor usa o tema do Meu boi morreu. 

 

Tags:  Darius MIlhaud

Criado em 22/06/2021 - 11:23

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa