Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Projeto vai beneficiar jovens amapaenses com capacitação para o mercado de trabalho

13ª Edição do Jovem descolado vai atender prioritariamente jovens atendidos por programas e políticas sociais

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 08/08/2019 - 10:29

Esta é a 3ª edição do Projeto Jovem Descolado e disponibiliza 890 vagas para quem reside nos municípios de Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Oiapoque. A novidade é que a iniciativa será ampliada para jovens atendidos por políticas sociais do governo amapaense, como indígenas, afrodescendentes, mulheres vítimas de violência e beneficiários dos programas Renda para Viver Melhor, Amapá Jovem e Passe Livre Estudantil.

O projeto é realizado pela Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social e o Sebrae, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

Durante o curso, que vai ter carga horária de 110 horas, os participantes vão ter aulas de Marketing Pessoal, Oficinas de Empreendedorismo, Relações Humanas, entre outras. As aulas vão começar ainda este mês. E ao final da capacitação, os jovens, além de receber certificado, vão ser apresentados para empresas, podendo ser contratados.

As inscrições do público prioritário para o Projeto Jovem Descolado estão sendo feitas pelas secretarias extraordinárias dos Povos Indígenas, de Políticas para os Povos Afrodescendentes, da Juventude e de Políticas para Mulheres.

Em Macapá e Santana, as inscrições podem ser feitas até esta quinta-feira, e em Laranjal do Jari, os interessados têm até o dia 13 de agosto para se inscrever. Para os jovens quem moram em Oiapoque, as inscrições começam no dia 19 e terminam no dia 23 deste mês.

O lançamento do projeto está marcado para este sábado às 16h, na sede do Sebrae em Macapá. 

Ouça o Repórter Nacional - Amazônia (7h30) desta quinta-feira (8):

Tags:  Amapá

Criado em 08/08/2019 - 10:34

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa