Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Comunicação pública deve ter conselho curador e ouvidoria

Diálogo com sociedade é fundamental

Os veículos rádios, tv e agência de notícias e rádio agência da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) têm suas respectivas programações passadas e aprovadas pelo Conselho Curador da empresa. E é sobre este processo que o Revista Brasil, desta terça-feira (09), conversa com a vice-presidente do Conselho Curador da EBC, Evelin Maciel.

 

A vice-presidente começa explicando sobre os mecanismos de controle social que reconhecem as emissoras da EBC como públicas: o conselhor curador e a ouvidoria. A ouvidora tem a obrigação de ouvir as questões e demandas da sociedade, fazer uma análise das críticas e sugestões e encaminhar para o conselhor curador.

 

E a cada reunião de pleno do conselho é ouvido o relatório da ouvidoria. "Então esse diálogo da sociedade é fundamental para caracterizar um veículo como público e a presença desse conselho curador, formado por indicados da sociedade civil", diz Evelin Maciel.

 

O Conselho Curador da EBC é formado por representantes do Congresso Nacional, quatro ministros de Estado, uma representante dos trabalhadores da empresa, somando 22 conselheiros. Saiba mais sobre a importância da participação popular nas empresas públicas de comunicação, a diversidade dos perfis e de gêneros, no player acima.



Criado em 09/08/2016 - 22:30 e atualizado em 09/08/2016 - 19:31

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa