Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Pesquisa testa Ayahuasca como antidepressivo

O estudo, realizado no Rio Grande do Norte, comprovou a eficácia da bebida, mesmo quando administrada em dose única

Tarde Nacional - Amazônia

No AR em 13/12/2017 - 15:18

O Tarde Nacional desta terça-feira falou sobre uma pesquisa que testou a bebida ayahuasca no tratamento contra a depressão. A entrevistada foi a engenheira do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Fernanda Palhano.
 

Ouça a entrevista completa:


Assim como os antidepressivos convencionais, a bebida de Ayahuaska atua aumentando a disponibilidade de serotonina do cérebro. O diferencial, segundo a pesquisadora, é que pacientes tratados com a Ayahuaska, em dose única, apresentaram melhora já no segundo dia de tratamento, com resultados ainda mais perceptíveis após o sétimo dia (quase a metade do tempo que um antidepressivo convencional leva para começar a fazer efeito).


Fernanda Palhano contou que os pacientes testados apresentavam resistência a medicações antidepressivas, já tendo passado por vários tipos de tratamento sem sucesso. De acordo com ela, o objetivo para uma próxima etapa do estudo é aumentar o número de pacientes e passar a testar não só a dose única, mas um esquema de tratamento.


O Tarde Nacional - Amazônia vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 16h, pela Rádio Nacional da Amazônia. A apresentação é de Juliana Maya.

 

Criado em 13/12/2017 - 15:28

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa