Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Inea assina acordo inédito para a proteção da Baía de Ilha Grande

Presidente do instituto falou sobre a iniciativa firmada em parceria com a Capitania dos Portos

Tarde Nacional

No AR em 14/06/2021 - 18:37

O presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Philipe Campello, concedeu entrevista ao Tarde Nacional desta segunda-feira (14), quando deu mais informações sobre a assinatura de um protocolo de intenção para um acordo com o objetivo de reforçar a proteção e combater crimes ambientais na Baía de Ilha Grande, na Costa Verde do território fluminense. O objetivo do Acordo de Cooperação, firmado em parceria com a Capitania dos Portos do Rio de Janeiro, é alinhar ações para aumentar o monitoramento e a fiscalização na região, que conta com 1.120 km², região que conta com o destaque da Ilha Grande, mas também abrange outras 190 ilhas e parcéis.

"A gente tá falando dessa baía que envolve tanto Paraty, Angra, Mangaratiba e Itaguaí, é uma área extensa. Ela tem problemas com a pesca ilegal, tem problemas de ocupação desordenada, mas também tem um grande problema que é a visitação turística. É uma área conhecida internacionalmente que tem uma fragilidade em relação à capacidade de carga de visitantes", comenta ele sobre a região.

Durante a entrevista Philipe falou sobre a atual situação da área, que ainda é bem preservada, mas que também sofre pressão em relação à sua ocupação, tanto habitacional, quanto turística e pesqueira.

Inicialmente, o acordo prevê que o Inea disponibilize uma embarcação, que ficará na Baía da Ilha Grande, e que será gerida pela Capitania dos Portos, em operações conjuntas.

Aproximadamente 72% das áreas terrestres e marinhas da baía são protegidas por unidades de conservação, entre elas o Parque Estadual da Ilha Grande e a Reserva Ecológica Estadual da Juatinga, ambos administrados pelo Inea. O parque tem mais de 12 mil hectares e completa 50 anos de criação em 2021. A reserva, localizada no município de Paraty, conta com quase 10 mil hectares de grande diversidade ambiental e cultural, reunindo remanescentes florestais de Mata Atlântica, restingas, manguezais, costões rochosos, além de comunidades tradicionais caiçaras.

"A parceria com a Capitania dos Portos veio justamente pra melhorar a nossa performance em relação a essa fiscalização", diz Philipe durante a conversa com a apresentadora Luciana Valle.

Ouça a entrevista na íntegra clicando no player acima. 

Criado em 14/06/2021 - 19:20

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa