Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Estudo aponta ações que podem diminuir o desperdício de alimentos no Brasil

Camila Moraes, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), falou sobre sua tese de doutorado "Mitigação do desperdício de alimentos: práticas e causas na díade fornecedor-supermercado"

Tarde Nacional

No AR em 14/09/2021 - 19:06

Em entrevista no Tarde Nacional desta terça-feira (14), Camila Moraes, professora e pesquisadora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), falou sobre sua tese de doutorado "Mitigação do desperdício de alimentos: práticas e causas na díade fornecedor-supermercado", desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UFSCar. O trabalho aponta ações que podem diminuir o desperdício de alimentos em supermercados.

No estudo, ela analisou os motivos e identificou que a própria cultura, a legislação brasileira e a falta de comunicação contribuem para que milhões de toneladas de frutas, legumes e verduras sejam jogadas fora todos os anos. O Brasil, que é o 4º maior produtor mundial de alimentos e apontado como principal exportador do planeta na próxima década, ainda enfrenta sérios desafios relacionados ao desperdício.

Durante a entrevista, Camila fala sobre a importância dos supermercados, tanto para produzir quanto para reduzir o desperdício. Ela comenta que o supermercado, "não fica com este desperdício, por uma série de questões, mas principalmente por ser um agente na cadeia que tem muito poder, a gente fala que ele empurra o desperdício para trás, de volta para o produtor, ou empurra para frente, para a casa do consumidor".

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), das 140 milhões toneladas produzidas por ano, 26,3 milhões vão para o lixo. No mundo, o desperdício atinge 931 milhões de toneladas de alimentos por ano, seja na produção rural, na indústria, no supermercado, em feira livre, restaurantes ou mesmo na casa do consumidor. De acordo com as informações da pesquisa, caso o problema não seja resolvido a tempo, o bem-estar das gerações futuras pode estar ameaçado. Enquanto a população mundial cresce, o desperdício de alimentos não diminui. Assim, a questão da segurança alimentar fica cada vez mais urgente.

A pesquisa de doutorado realizada por Camila aponta ações que possam reduzir esse prejuízo, estudando as causas do desperdício de alimentos e alertando que a própria cultura e a legislação brasileira, além da falta de comunicação entre diferentes setores da cadeia produtiva, contribuem para que milhões de toneladas de frutas, legumes e verduras sejam jogadas fora todos os anos. Ela analisou quatro redes de supermercados de diferentes estados do Brasil e dois fornecedores de cada uma delas, sendo três redes no estado de São Paulo e uma em Santa Catarina. Com base nessa análise, ela mapeou 27 causas do desperdício.

Ouça a entrevista na íntegra clicando no player acima. 

Criado em 14/09/2021 - 19:48

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa