Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Mais dois municípios do Amazonas decretam situação de emergência

O estado tem 23 cidades em emergência por causa da cheia dos rios, que

O número de cidades em situação de emergência no Amazonas por causa da cheia dos rios não para de crescer. Agora fazem parte da lista Beruri, na calha do Purus, e Maraã, na calha do Japurá, totalizando 23 municípios nessa condição.

 

Boca do Acre continua em situação de calamidade pública. Benjamin Constant, na calha do Alto Solimões, está em emergência desde março e pode evoluir para calamidade.

 

Segundo a Defesa Civil do Amazonas o comércio na cidade foi totalmente interrompido e o sistema elétrico começou a ser afetado. O coronel Roberto Rocha diz que o decreto de calamidade já está sendo analisado por técnicos do órgão.

 

"Nesse momento o município de Benjamim é um dos mais afetados e ele corre um sério risco de ser levado para a calamidade pública, uma vez que o comércio está paralisado, porque a água invadiu todo o centro comercial, as escolas foram paralisadas, o abastecimento de água foi comprometido e ainda tem chuvas para essa região até segunda-feira", disse o coronel. 

 

Ouça também: Cheia histórica deixa estudantes sem aula em Benjamin Constant (AM)

 

Nesta quinta-feira, dois municípios em situação de alerta, Manacapuru e Itacoatiara, receberam 68 metros cúbicos de madeira para construção de pontes. Duas toneladas de medicamentos foram enviadas para outros sete municípios, entre eles, Tabatinga e Benjamin Constant, no Alto Solimões.

 

A Defesa Civil do Amazonas informou que o órgão já está preparado para enfrentar a enchente na capital Manaus, que deve ficar entre as três maiores dos últimos 10 anos. A cheia dos rios afeta mais de 154 mil pessoas no Amazonas.

 

Ouça também no Repórter Amazônia desta quinta-feira (14): Região Norte tem mais de 100% de aumento em número de mortes de armas de fogo, em 10 anos; Município de Igarapé Miri, no Pará, realiza eleição para prefeito no próximo domingo; Câmara de Boa Vista terá corte de 8 mil reais para mesa diretora; Tocantins estabelece mudanças na emissão de licença de coleta e manejo do capim dourado.

 

O Repórter Amazônia é uma produção da equipe de radiojornalismo da Empresa Brasil de Comunicação, em parceria com a Rede de Rádios Públicas da Amazônia. Vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 18h30, nas rádios Nacional da Amazônia e Nacional do Alto Solimões.



Criado em 14/05/2015 - 23:23 e atualizado em 15/05/2015 - 07:31

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa